sábado, 7 de maio de 2016

O Quarto de Fermat (2007)




"O Quarto de Fermat" é um bom filme de suspense de 2007 escrito e dirigido pelos espanhóis Luís Piedrahita e Rodrigo Sopeña que se desenvolve tendo como pano de fundo a matemática. Quatro matemáticos são convidados para um encontro em que eles deverão resolver um grande enigma matemático. O convite para o fim de semana de desafio intelectual chega por carta com a assinatura de Fermat e cada um deles deve primeiro resolver um enigma simples para então ser aceito para o evento, também por carta recebem como pseudônimos o nome de um matemático famoso Galois (Alejo Sauras), Oliva (Elena Ballesteros), Hilbert (Lluís Homar) e Pascal (Santi Millán). Os quatro, que supostamente não se conhecem, devem se dirigir até uma região afastada da Catalunha espanhola, sem levar celulares.

Quando chegam ao lugar percebem com estranhamento que dentro de um celeiro, existe uma sala luxuosa com quadro negro e livros de Matemática que podem ajudar a resolver o enigma. Enquanto discutem qual seria a verdadeira identidade do homem que os convidou para o evento chega na sala um senhor com o crachá de Fermat e os convida a jantar já que a comida estava posta na mesa. Eis que o celular de Fermat toca e ele precisa deixá-los com urgência.

Após a saída do suposto anfitrião as paredes da sala começam a se mexer e a sala encolhe pouco-a-pouco. É então que eles percebem que serão obrigados a resolver, em um minuto, pequenos desafios lógicos enviados para um PDA e a cada resposta correta as paredes param de se mover até que um novo desafio chega. Os desafios ficam em segundo plano enquanto eles tentam resolver o enigma maior de quem os trouxe para lá e porquê essa pessoa os quer esmagados e, principalmente, de como se livrar da situação.












Pierre de Fermat (1601-1665) foi um matemático amador francês que gostava de apresentar desafios para os matemáticos da época, por isto o nome do filme.  Após a morte de Fermat seu filho encontra anotações em um livro de aritmética e entre elas  a conjectura de que não há solução para a equação xn+yn =zn para x, y e z naturais e n inteiro, n > 2. Supostamente Fermat sabia demostrar tal conjectura mas não escreveu a demonstração. Fermat ficou muito famoso porque apenas em 1994 o matemático inglês Andrew Wiles (O Último Teorema de Fermat - 1996)  demonstrou este seu teorema em um trabalho de aproximadamente 200 páginas.

Referências:

Trailer:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

As sessões do Ciência Cineclube são abertas ao público. Para os estudantes da PUC Minas é possível fazer a inscrição na atividade pelo Sistema de Gestão Acadêmica SGA e receber certificado de participação.





Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *