domingo, 1 de maio de 2016

Viagem à Lua (1902)



Viagem à Lua (1902) é considerado o primeiro filme de ficção científica, foi dirigido pelo francês George Méliès (1861-1938) tendo como base os romances "Da Terra à Lua" de Júlio Verne e "Os Primeiros Homens na Lua" de H. G. Wells.

Em 28 de dezembro de 1895 no salão do Grand Café de Paris, entre as poucas pessoas que assistiram à primeira sessão de cinema paga da história, com os filmes dos irmãos Lumière, estava Georges Méliès um ator de teatro, mágico e ilusionista que ficou muito impressionado com as imagens e por perceber o enorme potencial da invenção tornaria-se o primeiro grande diretor de cinema. Os Lumière não aceitaram vender o cinematógrafo, que tinham acabado de inventar, mas George adquiriu equipamento similar chamado Teatrógrafo, criado pelo fabricante inglês Robert William Paul. Méliès viu no cinema uma forma de aumentar a projeção de seus espetáculos mas fez muito mais do que isto.

Méliès cria em Paris um estúdio de filmagens chamado "Star Film" construindo um galpão com paredes e teto de vidro onde era possível filmar usando a luz natural. Enquanto os irmãos Lumière e os outros cineastas da época filmavam cenas do cotidiano produzindo filmes que documentavam a realidade George Méliès realiza os primeiros filmes de ficção usando argumentos e roteiros, construindo cenários e storyboards, usando maquetes e criando os primeiros efeitos especiais como o stop-motion, a câmera lenta a sobreposição de imagens e etc. Seus fantasiosos filmes encantavam o público, especialmente as crianças.
Já em 1896 Méliès filmou mais de 80 curtas-metragens alguns documentando a realidade e outros ficcionais e até 1913 George produz mais de 500 filmes, sendo alguns deles verdadeiras superproduções com grande número de atores e atrizes e cenários muito elaborados. A vida deste importante cineasta está retratada no filme "A invenção de Hugo Cabret" de 2011.

No filme de 1902 "Viagem à Lua" George Méliès representa o Professor Barbenfouillis que apresenta a uma sociedade científica o seu plano de viajar usando um foguete que é atirado para a lua por um canhão. A espaçonave em forma de projétil é construída e cinco cientistas, entre eles o Professor Barbenfouillis, entram na cápsula que é disparada em direção à lua. O diretor usa duas cenas da chegada do foguete à lua na primeira o projétil atinge o olho do "homem da lua"- cena celebre do cinema de ficção científica - e na segunda o foguete pousa suavemente na superfície do satélite. Os homens exploram o solo lunar (sem usar trajes especiais!) vendo a terra e as estrela a partir da lua.
Nas cavernas da lua os cientistas veem estranhas plantas como grandes cogumelos e encontram os Selenitas, nome dado aos acrobáticos seres que vivem na lua em homenagem a deusa grega da lua - Selene. Os Selenitas aprisionam os homens da terra que lutam e conseguem escapar fugindo para o foguete que literalmente cai em direção à terra, no mar. Resgatados os cientistas são tratados como heróis sendo condecorados em uma grande festa popular.

O filme, uma caricatura da exploração espacial repleta de licenças poéticas, tem uma linguagem teatral e ainda não utiliza quadros com a narração da história e diálogos em textos, como outros filmes mudos viriam a utilizar, mas toda a trama pode ser bem compreendida.

A obra, originalmente produzida em preto e branco, foi parcialmente colorizada tendo seus 14 mil quadros pintados a mão por George Méliès e sua esposa em 1906, esta versão "colorida" do filme ficou perdida até que em 1993 uma cópia foi encontrada na Espanha. A restauração do filme foi um processo demorado que terminou em 2011 quando o filme foi exibido no Festival de Cannes.

Os filmes de Georges Méliès já estão em domínio publico e muitos podem ser assistidos na internet como "Viagem à Lua":



Referências:
SCHNEIDER, Steven Jay, 1001 filmes para ver antes de morrer; Rio de Janeiro: Sextante, 2013.
https://filmow.com/viagem-a-lua-t8706/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Le_voyage_dans_la_Lune
https://pt.wikipedia.org/wiki/Georges_Méliès
http://www.brevestoriadelcinema.org/2-3.html
http://www.planocritico.com/critica-viagem-a-lua-1902/
http://www.walteregon.jex.com.br/cinema/viagem+a+lua+1902+
http://cienciacineclube.blogspot.com.br/2016/05/a-invencao-de-hugo-cabret-2011.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As sessões do Ciência Cineclube são abertas ao público. Para os estudantes da PUC Minas é possível fazer a inscrição na atividade pelo Sistema de Gestão Acadêmica SGA e receber certificado de participação.





Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *